domingo, maio 1

A festa foi bonita, pá!



Aqui está parte da versão original da canção 'Tanto Mar' de Chico Buarque, retirada de um documentário sobre o 25 Abril de Sérgio Tréfaut.
No primeiro de Maio de 74, a festa foi bonita, pá. Em 75 o PPD não foi convidado para a manifestação, o PS aceitou que a Intersindical lhe atribuísse a cauda do cortejo e, quando os socialistas chegaram ao Estádio 1º Maio, já lá não tinham lugar. Mário Soares e Salgado Zenha foram impedidos de entrar na tribuna por uns rapazes da Inter que enchiam a boca com palavras de Liberdade e Democracia.

José António Meneses Correia, in face book

2 Comments:

Blogger DrFeelGood said...

Esta poderá ser considerada uma sentida homenagem à maior personalidade que emergiu do 25 de Abril 1974: MÁRIO SOARES.

11:32 da tarde  
Blogger Meneses Correia said...

A festa foi bonita e eu não estive lá! Passei a tarde do 1º Maio de 74 metido num comboio, do Porto para Lisboa, onde tinha uma reunião às 9 horas do dia seguinte.
Só assisti ao rescaldo, na noite lisboeta. Na Avenida da Liberdade, nos Restauradores e no Rossio, havia mais animação do que em noites de vitória europeia.
O gesto mais frequente era o V, dedo indicador e médio bem esticados. Mas já se viam muitos punhos erguidos: uns com o braço direito e outros com o esquerdo.
A linguagem dos sinais mostrava que a luta pelo poder estava em marcha.

2:54 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home